Cartaz da segunda edição do CIMS (2019)

O QUE É O II CONGRESSO INTERNACIONAL DE MÚSICA SACRA?

Discutindo as relações entre universidade e religiões

O II Congresso Internacional de Música Sacra na Universidade Federal do Rio de Janeiro (CIMuS), será realizado nos dias 10, 11 e 12 de julho de 2019, na Escola de Música da UFRJ, e apresentará o tema “A Universidade e as Religiões em Diálogo”.

O Congresso apresentará atividades de caráter científico e musical, que serão as bases principais para reflexões e práticas sobre a música sacra do século XX E XXI.

Em palestras, mesas-redondas, workshops e comunicações, as abordagens estarão voltadas à música sacra em sua composição, execução e relação com a sociedade.

As atividades diárias culminarão com concertos, apresentando programas pertinentes ao escopo do Congresso.

Os Artigos referentes aos temas tratados nas palestras e mesas redondas serão publicados em livro do Congresso, assim como os resumos sobre os conteúdos abordados nos workshops e comunicações. A publicação será disponibilizada on-line, no site da Escola de Música e no do Congresso.

O corpo docente será composto por professores, maestros, compositores e mestres de saberes tradicionais.

O público alvo do Congresso será formado por alunos e ex-alunos das universidades e outras instituições, professores, pesquisadores, músicos, religiosos e público em geral. Não haverá cobrança de taxas de matrícula e será oferecido um certificado de participação.

Chamada de trabalhos para o Congresso

Prazo vai até 25 de maio

A Comissão Organizadora do II Congresso Internacional de Música Sacra da UFRJ (CIMuS) divulgou hoje (11/04) as normas para submissão de comunicações orais. Interessados têm até 25 de maio para enviar resumos. Os trabalhos devem apresentar resultados de pesquisas realizadas por alunos graduados, mestrandos e doutorandos, bem como, sínteses de dissertação/tese por mestres e doutores.
O Congresso será realizado nos dias 10, 11 e 12 de julho, na Escola de Música da UFRJ, e apresentará o tema “A Universidade e as Religiões em Diálogo”.
A submissão de trabalhos deve ser feita através de formulário online disponibilizado pela organização do evento.

Villani-Côrtes é o compositor comissionado desta edição do evento

Obra estreia no concerto de abertura do Congresso

O Congresso Internacional de Música Sacra da UFRJ (CIMuS) prevê, entre suas iniciativas, a encomenda de uma obra a um compositor brasileiro contemporâneo.

A estreia mundial da peça constitui o grande destaque dos concertos do evento.

Na primeira edição, em 2017, João Guilherme Ripper escreveu Glória Concertato.

Na segunda edição, a obra comissionada é do consagrado compositor Edmundo Villani-Côrtes. No concerto de abertura, a ser realizado no dia 10 de julho, às 19h, no Salão Leopoldo Miguez, será executada em estreia mundial sua obra Por que?, para solistas coro e orquestra.

Convidados

RICHARD MAILÄNDER

RICHARD MAILÄNDER

Köln, Alemanha

EDSON GOPOLANE UETELA UTHUI

EDSON GOPOLANE UETELA UTHUI

Moçambique, África

LEDA MARTINS

LEDA MARTINS

Poeta e Ensaista - Minas Gerais, Brasil

MICHAEL CUSTODIS

MICHAEL CUSTODIS

Münster, Alemanha

MARCOS HOLLER

MARCOS HOLLER

Santa Catarina, Brasil

XAVIER VATIN

XAVIER VATIN

Bahia, Brasil

JOÊZER MENDONÇA

JOÊZER MENDONÇA

Paraná, Brasil

PADRE OMAR RAPOSO

PADRE OMAR RAPOSO

Rio de Janeiro, Brasil

NEI LOPES

NEI LOPES

Rio de Janeiro, Brasil

REGINA MEIRELLES

REGINA MEIRELLES

Rio de Janeiro, Brasil

PADRE PEDRO PAULO SANTOS

PADRE PEDRO PAULO SANTOS

Rio de Janeiro, Brasil

JOÃO GUILHERME RIPPER

JOÃO GUILHERME RIPPER

Rio de Janeiro, Brasil

VILLANI CÔRTES

VILLANI CÔRTES

Compositor

DAUÁ PURI

DAUÁ PURI

Nativo Puri

Apoios

logopngoeth
logoconsulado